01

ago

2021

Rebeca ganha ouro nos Jogos Olímpicos

Postado por: keller stocco

Rebeca Andrade conquistou mais um feito histórico nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Depois de ganhar a medalha de prata no individual geral e se tornar a primeira brasileira medalhista olímpica na ginástica artística, ela foi conquistou ouro no salto na madrugada de hoje (1). É a primeira vez que uma brasileira sobe duas vezes ao pódio em uma única edição das Olímpiadas. Rebeca volta a disputar a final do solo com o Baile de Favela nesta segunda-feira, às 5h57 (horário de Brasília). E na noite deste sábado, o nadador Bruno Fratus ganhou bronze na prova dos 50 metros livres. O brasileiro teve o tempo de 21s57, e se sagrou o nono nadador do país a subir ao pódio do megaevento em esportes individuais. Agora, o Brasil tem dez medalhas, sendo duas de ouro, três de prata e cinco de bronze.


VEJA MAIS

0 Comentários

31

jul

2021

Luisa e Laura conquistam bronze inédito nas Olímpiadas

Postado por: keller stocco

Com uma virada sensacional, Luisa Stefani e Laura Pigossi, conquistaram hoje (31) a primeira medalha do tênis brasileiro na história das Olímpiadas. Elas conquistaram o bronze nos Jogos de Tóquio com a vitória na disputa do terceiro lugar sobre as russas Elena Vesnina e Veronika Kudermetova por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/4 e 11/9. Para isso, tiveram uma espetacular reação no match tie-break, em que chegaram a estar perdendo por 7/2, e fizeram os últimos seis pontos para conquistar a inédita medalha. Com a liderança de Laura, a número 23 do mundo no ranking de duplistas da WTA, elas fizeram um duelo equilibrado, após um começo ruim no primeiro set e, principalmente, no match tie-break diante das atuais vice-campeãs de Wimbledon, definido com uma espetacular virada. Até então, o melhor desempenho do tênis brasileiro nas Olímpiadas havia sido o quarto lugar de Fernando Meligeni em 1996, nos Jogos de Atlanta.


VEJA MAIS

0 Comentários

29

jul

2021

Rebeca ganha 1ª medalha olímpica do Brasil na ginástica artística feminina

Postado por: keller stocco

A ginasta Rebeca Andrade, de 22 anos, se tornou a primeira brasileira a conquistar uma medalha na ginástica artística dos Jogos Olímpicos. Durante a madrugada de hoje (29), ela ganhou prata no individual geral. Com 57,298 pontos, a paulista de Guarulhos, só ficou atrás da americana Sunisa Lee, que somou 57,433 pontos e manteve o domínio do país na prova. O bronze foi para a russa Angelina Melnikova, com 57,199 pontos. Agora, o Brasil tem sete medalhas, sendo uma de ouro, três de prata e três de bronze.


VEJA MAIS

0 Comentários

29

jul

2021

Olímpiadas: Mayra conquista bronze no judô e faz história

Postado por: keller stocco

A judoca Mayra Aguiar se torna a primeira brasileira a conquistar três medalhas olímpicas em um esporte individual: antes de Tóquio, já havia subido ao pódio em Londres 2012 e Rio 2016. É, também, a primeira a fazer isso em três Olimpíadas em sequência. Na madrugada de hoje (29), ela conquistou o bronze na categoria até 78kg nas Olimpíadas de Tóquio, ao vencer a sul-coreana Hyunji Yoon, e garantiu seu terceiro bronze olímpico. A gaúcha de 29 anos, também chega ao topo do esporte que mais deu medalhas ao Brasil em Olimpíadas. O judô soma 24 pódios. Mayra tem três, mais do que qualquer outro no país. Agora, o Brasil tem seis medalhas, sendo uma de ouro, duas de prata e três de bronze.


VEJA MAIS

0 Comentários

28

jul

2021

Tóquio: Brasil termina em 8º no revezamento 4x200m

Postado por: keller stocco

O Brasil terminou a final do revezamento 4×200 metros (m) estilo livre da Olimpíada de Tóquio (Japão) na oitava, e última, posição. A prova foi realizada nesta quarta-feira (28) no Centro Aquático da capital japonesa. O jovem quarteto formado por Fernando Scheffer, o americanense Murilo Sartori (imagem), Breno Correia e Luiz Altamir cravou o tempo de 7min8s22, quase meio segundo acima da marca feita na eliminatória, que também rendeu a eles o oitavo lugar.A Grã-Bretanha, com Thomas Dean, James Guy, Matthew Richards e Duncan Scott, levou a medalha de ouro, finalizando a prova em 6min58s58. O resultado confirmou o favoritismo dos britânicos. Na última segunda-feira (27), Dean venceu os 200 m livres, com Scott em segundo e o brasileiro Scheffer em terceiro. A equipe do Comitê Olímpico Russo ficou com a prata no revezamento, enquanto a Austrália foi bronze. No domingo (25), Murilo Sartori não conseguiu classificação nas eliminatórias dos 200 metros livre.


VEJA MAIS

0 Comentários

27

jul

2021

Murilo Sartori está na final do revezamento 4x200m livre em Tóquio

Postado por: keller stocco

O Brasil está na final da natação no revezamento 4x200m livre na das Olimpíadas de Tóquio. O quarteto formado por Luiz Altamir, Fernando Scheffer,   Breno Correia e o americanense Murilo Sartori, ficou com a oitava e última vaga em jogo nas eliminatórias, com o tempo de 7min07s73, e volta à piscina do Centro Aquático na próxima madrugada (28) à 0h26 (horário de Brasília), para a briga por medalhas. Luiz Altamir abriu o revezamento para o Brasil, fechando sua passagem em 1min48s01, e Fernando Scheffer manteve a equipe na posição com 1min46s09. Murilo Sartori nadou em 1min46s76 e entregou em quarto lugar para Breno Correia fechar a prova com 1min46s87, finalizando em 7min07s73.


VEJA MAIS

0 Comentários

27

jul

2021

Ítalo Ferreira faz história e conquista o 1º ouro para o Brasil

Postado por: keller stocco

O Brasil conquistou na madrugada de hoje (27) a primeira medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio. O potiguar Ítalo Ferreira, de 27 anos, é o primeiro campeão olímpico da história do surfe, que faz a sua estreia em Olimpíadas. O título foi conquistado com uma vitória por 15.14 a 6.60 sobre o japonês Kanoa Igarashi na final. Agora, o Brasil tem cinco medalhas, sendo uma de ouro, duas de prata e duas de bronze.


VEJA MAIS

0 Comentários

27

jul

2021

Scheffer conquista bronze na natação

Postado por: keller stocco

O nadador Fernando Scheffer conquistou na noite desta segunda-feira (26) a medalha de bronze na disputa dos 200 metros livres nas Olímpiadas 2020. Esta é a quarta medalha brasileira O gaúcho de 25 anos, fez 1min44s66, e colocou o Brasil no pódio dos 200m livre 25 anos depois de Gustavo Borges ficar com a prata em Atlanta (EUA). Logo mais por volta das 8h (horário de Brasília), o nadador americanense Murilo Sartori disputa com a equipe brasileira o revezamento 4×200 metros livre . São duas baterias classificatórias e o time brasileiro está na segunda delas. O americanense vai nadar em parceria com Fernando Scheffer, do Minas Tênis Clube; Breno Correia, do Pinheiros; e Luiz Altamir Lopes Melo, do Ideal Clube. Imagem: Comissão de Atletas


VEJA MAIS

0 Comentários

26

jul

2021

Aos 13 anos, Rayssa conquista prata no skate

Postado por: keller stocco

A maranhense Rayssa Leal, de apenas 13 anos, conquistou na madrugada de hoje (26) a medalha de prata no skate street nas Olímpiadas de Tóquio 2020. Fadinha como é conhecida, entrou para a história do Brasil como a atleta mais jovem a conquistar uma medalha olímpica. Ela terminou no meio de um pódio com duas japonesas. Momiji Nishiya, também de 13 anos, levou o ouro com 15.26, enquanto Funa Nakayama, de 16, terminou com o bronze com 14.49. A anfitriã mais bem cotada, Aori Nishimura, atual campeã mundial e número 3 do mundo, terminou no oitavo lugar. Rayssa, que chegou a liderar a final e terminou no segundo lugar com nota 14.64, é uma das principais personagens do Brasil em Tóquio. Em 2015, ela ficou muito conhecida quando um vídeo em que andava de skate vestida de fada rodou as redes sociais e a levou a programas de televisão. Agora, o Brasil tem duas medalhas de prata e uma de bronze. Imagem: Wander Roberto/COB


VEJA MAIS

0 Comentários

17

jun

2021

Daniel Fuzato grava entrevista para Escola de Goleiros – O Filme

Postado por: keller stocco

Revelação da Escola de Goleiros, de Americana, Daniel Fuzato foi o entrevistado para documentário sobre a história da primeira escola de goleiros do Brasil, contada através da trajetória de sonhos e conquistas do jovem goleiro, que hoje defende as cores da Roma, da Itália.
De férias no Brasil, Fuzato aproveitou o período para fechar sua participação no filme. As gravações do documentário tiveram início em janeiro de 2020, mas devido à pandemia, as gravações foram interrompidas e consequentemente o lançamento que estava previsto para outubro do ano passado.
A produção do filme confirmou também a nova data de lançamento para o documentário, dia 26 de abril de 2022, data em que se comemora o dia do goleiro.
“A ideia é promover uma noite de comemoração de um projeto que atende muitos jovens com esporte e a formação de cidadãos que buscam ser a cada dia melhores para si e para o meio em que vivem. E claro, a valorização de cada um que ajudou a chegar nesse momento”, disse o jornalista Alex Ferreira, roteirista e idealizador do filme.
Entre uma história e outra, Fuzato comentou que visitar o projeto é sempre um momento importante. “ Sempre gostoso estar aqui com a criançada, me traz muitas memórias na cabeça, é sempre importante voltar onde comecei e valorizar o que conquistei até aqui.
O goleiro comentou também sobre a importância do filme para divulgar o projeto. “Independente de estar ou não no filme, o mais importante é mostrar o projeto que forma profissionais para o futebol, forma pessoas do bem e pessoas de caráter. Pelo tamanho do sonho do Vander, tenho certeza que o filme vai ajudar alcançar novos patamares em um projeto que não começou ontem e a tendencia é só crescer e trazer mais crianças para o projeto”, disse.
O filme conta com o patrocínio das empresas Papirus e Supermercados São Vicente, o apoio: Indústrias Najar, Sanfarma e MBM Logística. A realização do Programa de Ação Cultural (PROAC) e iTV Vídeo e Comunicação. A idealização é do jornalista Alex Ferreira e o do idealizador da Escola de Goleiros, Vander Batistella. A produção executiva é das 3marias Produtora Cultural.
Fonte: Alex Ferreira – comunicação


VEJA MAIS

0 Comentários

POSTS RECENTES

Páginas:«123456»