AMERICANA INTENSIFICA VACINAÇÃO CONTRA A FEBRE AMARELA


A Secretaria de Estado da Saúde, por meio Departamento Regional de Saúde de Campinas (DRS-VII), irá intensificar a vacinação contra a febre amarela entre os dias 18 e 29 de junho. O motivo, segundo o órgão estadual, é que ainda continua havendo transmissão da doença entre macacos em alguns municípios da região de Campinas.

A Vigilância Epidemiológica de Americana pede às pessoas que ainda não foram vacinadas, para que procurem uma das unidades básicas de saúde durante a semana, das 9h às 15h, para receberem a dose, que é a principal forma de prevenção. A imunidade ao vírus acontece após 10 dias da aplicação, e apenas uma dose basta para que a pessoa adquira imunidade para o resto da vida.

Segundo a Vigilância, entre o ano 2000 e 2017 foram vacinadas 98.968 pessoas e em 2018, até a primeira semana de junho, foram 20.637 indivíduos imunizados em Americana.Considerando o total de pessoas vacinadas até agora, o município atingiu uma cobertura de aproximadamente 50% da população. “Eu gostaria de fazer um alerta a toda a população, que a febre amarela é uma doença muito grave e continua sendo transmitida entre os macacos e os seres humanos, onde a vacina é a principal forma de prevenção”, ressaltou a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Simone Maciel.

Ainda de acordo com a Vigilância, há em torno de 5 mil doses em estoque na Secretaria de Saúde e um quantitativo não especificado que foi distribuído para todas as unidades básicas. Além disso, caso o município necessite obter uma quantidade maior de doses, poderá acessar o almoxarifado do GVE (Grupo de Vigilância Epidemiológica), do Departamento Regional, para retirada do produto que se encontra à disposição dos municípios pertencentes à DRS-VII.

A vacina não está indicada para crianças menores de nove meses, mães que amamentam bebês de até seis meses, portadores de Imunodeficiência Congênita ou Adquirida, infectados pelo HIV com alteração imunológica, pessoas que estão submetidas à quimioterapia e ou radioterapia, pessoas que fazem uso de corticóide em doses elevadas, gestantes, pacientes com história pregressa de doença do timo (miastenia gravis, timoma), pessoas com história de alergia após dose anterior da vacina ou após ingestão de ovo. Usuários que foram submetidos a qualquer tipo de transplante de órgãos e os renais crônicos somente serão vacinados mediante autorização médica.

Fonte e imagem: Assessoria de Imprensa.


Facebook

Publicado em: 16 de junho de 2018 Autor: keller stocco Categoria: SAUDE


POSTS RECENTES

www.depositosaomanoel.com.br